Como a falta de compatibilização de projetos afeta o seu negócio


Negócio foto criado por pressfoto - br.freepik.com

É um termo pouco conhecido por aqueles que não estão muito por dentro das novidades na construção civil, mas a compatibilização de projetos de engenharia é uma tendência que vêm crescendo cada vez mais; a construção de qualquer edificação exige uma série de projetos (citamos no nosso post anterior “Checklist: tipos de projeto e grau de relevância para a sua obra).


Na maioria dos casos os projetos são feitos separadamente, seja por projetistas diferentes ou até mesmo passam a ser produzidos apenas quando solicitado pelo cliente, isso aumenta e muito as chances de conflitos e erros, caso seja detectado apenas na fase de execução da obra. Essas questões exigem alterações de última hora e até mesmo quebra de estruturas já construídas, para que seja feita a adaptação. A compatibilização resume-se justamente em sobrepor, da melhor forma possível, todos os projetos antes que a construção seja iniciada, evitando retrabalho.


A seguir apresentamos as principais consequências de um projeto sem compatibilização ou até mesmo mal feita.


  • Custos adicionais não previstos na construção

Em um determinado empreendimento, os projetos hidrossanitário e estrutural não foram compatibilizados. Durante a execução, foi percebido que uma das tubulações do projeto hidrossanitário cruzaria com uma viga, sendo necessário a execução de um furo na viga, fato não previsto no projeto estrutural.

Sabe-se que este procedimento demanda um custo adicional, que engloba mão de obra, materiais e aparelhos específicos para executar a abertura na viga, além de gerar um atraso nas atividades do cronograma elaborado para a obra.



  • Atraso no cronograma de entrega do empreendimento

Antes de executar qualquer atividade, deve-se analisar se os projetos em questão estão compatibilizados, caso não haja investimento prévio em compatibilização, não basta apenas executar o serviço; Ao início de cada atividade deve-se analisar se existe alguma interferência entre projetos envolvidos e, durante sua execução, deve haver maior fiscalização por parte do responsável para que falhas sejam evitadas, essas ações irão demandar um maior tempo para realização das etapas da obra, gerando um atraso e descumprimento do cronograma que foi previamente estruturado.


  • Redução da qualidade do empreendimento (improvisos em obra)

Em determinadas situações, os responsáveis pela execução de um empreendimento podem definir soluções sem consultar os projetistas responsáveis pela edificação, o que leva a improvisos em obra e, consequentemente, a perda de qualidade de uso e que em alguns casos, pode levar até mesmo a perda de segurança de uma edificação.


#BIM #Projetos #Compatibilização #Construçãocivil #Engenhariacivil

0 visualização

Você sonha, a gente concretiza!

icons8-whatsapp-400 (1).png
icons8-instagram-400.png
icons8-facebook-400.png

Av. Antônio C. Magalhães, 510 - Santo Antonio, Juazeiro - BA - CEP: 48902-303
Acima do prédio do RU, UNIVASF

Tel: 74 9 8849-2766

E-mail: contato@concretizejr.com

Concretize Jr.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados