CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL: Um novo jeito de se construir.

Com intuito de atender à demanda do crescimento populacional, o setor da construção civil foi ganhando escala em grande proporção. É sabido, no entanto, que esse crescimento desenfreado trouxe várias consequências não só ambientais, mas também econômicas. Dentre elas, o uso maçante dos recursos naturais, a utilização da energia de forma intensiva e a produção de resíduos sólidos, líquidos e gasosos, gerando consideráveis impactos ambientais.

Estima-se que mais de 50% dos resíduos sólidos gerados pelo conjunto das atividades humanas sejam provenientes da construção. Por isso, mudanças sempre foram uma necessidade inerente a esse setor, uma vez que os fatores ambientais, aliados à qualidade de vida que o ambiente construído oferece, caracterizam as relações entre construção e o meio ambiente. Por conseguinte, a diretriz da construção sustentável surgiu, nesse sentido, com intuito de minimizar os efeitos provocados pela construção civil.


De fato, há uma grande necessidade de aproximar a construção civil do conceito de desenvolvimento sustentável. Este, por sua vez, é entendido como um processo que leva a mudanças na exploração de recursos naturais, na direção dos investimentos, na orientação do desenvolvimento tecnológico e nas mudanças institucionais, enfatizando a adição de valor à qualidade de vida dos indivíduos da presente e das futuras gerações.


No âmbito da edificação, dois dos importantes fatores que se devem ter bastante atenção na hora de se construir é a elaboração do projeto e a escolha dos materiais e métodos de construção utilizados. É preciso mudança nos conceitos da arquitetura convencional, fazendo projetos flexíveis com possibilidade de readequação para futuras mudanças de acordo a novas necessidades, reduzindo as demolições. Além disso, adequar o projeto ao clima se minimiza o consumo de energia e aperfeiçoa as condições de ventilação, iluminação e aquecimento naturais.


Ao passo que para a escolha dos materiais é necessário a utilização de materiais disponíveis no local, pouco processados, não tóxicos, que possam ser recicláveis, propícios para a autoconstrução. É preciso evitar sempre o uso de materiais químicos prejudiciais à saúde humana ou ao meio ambiente.


Nessa perspectiva, se por um lado as tendências em relação ao tema da construção sustentável caminham para os investimentos de pesquisa em tecnologias alternativas que pregam o resgate de materiais e tecnologias com o uso da palha, da pedra, do bambu, entre outros materiais naturais. Do outro, há construções convencionais, tanto na aparência quanto no processo construtivo, que se restringem apenas à redução dos gastos de energia. Nelas há o uso do coletor solar térmico para aquecimento de água, de energia eólica para bombeamento de água e de energia solar fotovoltaica, com possibilidade de se injetar o excedente na rede pública. Há utilização de dispositivos que economizam, tratam e faz o processo de reuso da água.


No entanto, para que as obras sejam consideradas um "empreendimento verde", é preciso que se considerem todo o conjunto, desde o projeto até o manuseio, descarte e reciclagem dos resíduos sólidos. Assim, a economia e os benefícios não serão mensurados apenas durante a obra, mas, principalmente, no uso do imóvel.


Para ficar mais informado a respeito de materiais e sistemas inovadores utilizados na construção civil sustentável, CLIQUE AQUI: https://www.hometeka.com.br/pro/9-materiais-e-sistem

as-inovadores-utilizados-em-construcoes-sustentaveis/


Percebe-se, portanto, que a sustentabilidade na construção civil está diretamente relacionada com o conforto e bem-estar dos proprietários. Ela representa, acima de tudo, o dever de manter uma relação equilibrada com o ambiente para garantir qualidade de vida hoje e amanhã, visto que as escolhas de hoje podem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprirem suas próprias necessidades. Desse modo, o compromisso com a sustentabilidade nesse setor deve ser de todos os envolvidos: clientes, profissionais, empresas e comunidade.



FONTE: http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/urbanismo-sustentavel/constru%C3%A7%C3%A3o-sustent%C3%A1vel


FONTE (IMAGEM): http://www.enovasolar.com.br/wp-content/uploads/2017/03/shutterstock_511879084.jpg

169 visualizações

Você sonha, a gente concretiza!

icons8-whatsapp-400 (1).png
icons8-instagram-400.png
icons8-facebook-400.png

Av. Antônio C. Magalhães, 510 - Santo Antonio, Juazeiro - BA - CEP: 48902-303
Acima do prédio do RU, UNIVASF

Tel: 74 9 8849-2766

E-mail: contato@concretizejr.com

Concretize Jr.

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados